domingo, 11 de fevereiro de 2007

Referendo sobre a IVG


São já conhecidos os resultados totais nacionais sobre o referendo hoje realizado em Portugal sobre o aborto.
Embora a abstenção tenha sido superior a 50%, o que faz com que o referendo não seja vinculativo, o resultado é inequívoco quanto à vontade maioritária do povo português: 59,25% a favor e 40,75% contra.

Assim, tal como já foi afirmado pelo Primeiro-Ministro, José Sócrates, a Assembleia da República irá brevemente legislar no sentido apontado pelo resultado do dito referendo.

Finalmente, Portugal vai deixar de pertencer ao grupo de Países nos quais as mulheres estavam sujeitas a ir para a cadeia pelo simples facto de interromperem uma gravidez.

Todos aqueles que se insurgiram contra a alteração da lei actual (convém referir que mesmo alguns defensores do "não" durante a campanha defenderam a descriminalização) tiveram nas urnas a resposta que já deveriam ter tido em 1998, ano em que se realizou um referendo idêntico, no qual o "não" ganhou tangencialmente devido a uma elevadíssima abstenção.

Principalmente a hierarquia da Igreja Católica para quem até mesmo a lei actual está além do admissível pela sua doutrina.


Os resultados totais podem ser consultados em:





4 comentários:

PRINCESA DE LA LOCURA disse...

Hello! Mim sempre am. Às vezes eu durmo, às vezes mim perco-me myself. Mas sempre eu apareço. Cumprimentos de Argentina.

NeW mArI disse...

Hace ya bastante tiempo que no publicas nada...Espero que sea porque estás muy ocupado o algo parecido..
Un saludo y esperamos tus letras.

Sempre Te Espero disse...

Siempre te digo hola.
La tristeza me ha ocupado mucho tiempo ... pero siempre tengo alguna musica que me allegra.

Muchos saludos para ti new mari ... e una vez más te digo hola

Sempre Te Espero disse...

Siempre te digo hola.
La tristeza me ha ocupado mucho tiempo ... pero siempre tengo alguna musica que me allegra.

Muchos saludos para ti new mari ... e una vez más te digo hola