domingo, 12 de novembro de 2006

Comunicabilidade através da Estrela



O texto seguinte foi inicialmente escrito em Outubro de 2002 pelo autor deste blog sob a forma de carta:


COMUNICABILIDADE ATRAVÉS DA ESTRELA

(no nosso planeta Terra, a estrela é o Sol).


Aqueles que usam a Ciência para impor novas formas de obscurantismo, extremismos ou fundamentalismos são inimigos da própria Ciência que dizem defender.


O Sol é a Estrela que supervisiona todo o nosso planeta Terra. Todos nós, seres humanos, podemos comunicar uns com os outros usando as potencialidades que a Estrela Sol nos disponibiliza e nos vai transmitindo através da inteligência. Isto pressupõe a inexistência de raças ou religiões dominantes. Nenhum ser humano tem o direito de se considerar único representante da Estrela no planeta Terra, porque qualquer um de nós pode comunicar com a Estrela e através da Estrela.


A Estrela Sol supervisiona o Sistema Solar. De acordo com esta teoria, da qual estou apenas a ser o transmissor, considero que provavelmente existirão outras estrelas que supervisionam os seus próprios sistemas e que algures no Universo deverá existir uma entidade que coordena todas as estrelas. No meu entendimento, essa entidade é aquilo a que os Cristãos chamam Deus (em Inglês God). Segundo o livro que os Cristãos usam como referência, a Bíblia, essa entidade enviou ao planeta Terra um seu representante, o qual na época em que foi enviado, não foi compreendido. No entanto, avisou os habitantes do planeta Terra, que não adorassem ou venerassem (ou qualquer outro sinónimo) qualquer imagem incluindo dele próprio. Também não nomeou qualquer representante. Apesar disso, existe no planeta Terra uma organização que se diz única e legítima representante desse enviado que os Cristãos identificam por Jesus Cristo, que vive fartamente desse culto de imagens, que dá pelo nome Igreja Católica e Apostólica Romana, cujo chefe máximo dizem ser o sucessor do apóstolo Pedro, o qual por sua vez teria sido nomeado por Jesus Cristo para lhe suceder após o regresso deste ao ponto do Universo de onde tinha sido enviado. Ainda recentemente, tivemos em Portugal um claro exemplo dessa crescente idolatria, quando a propósito do 1º aniversário dos acontecimentos de 11 de Setembro de 2001 nos E.U.A. resolveram criar em Portugal mais uma dessas imagens – A Nossa Senhora do AR – o que mostra que essa idolatria consegue atingir mesmo camadas da população de nível intelectual superior ( dado que teve o patrocínio do presidente da Associação de Pilotos de Linha Aérea). Isto parece indicar um caminho para uma espécie de fundamentalismo no chamado “ mundo cristão ”.


Para sintetizar melhor o meu pensamento, penso vagamente nesta teoria há cerca de 20 anos e esta “ comunicabilidade ” parece indicar-me que a energia do futuro menos poluente e com mais potencialidades será possivelmente a Energia Solar.

1 comentário:

org@smo disse...

mmm claro que entiendo algo portugues y comparto contigo que la energía será la solar...

Te leo desde ya, gracias por tus palabras...

Un beso y mil más...