sexta-feira, 27 de outubro de 2006

A Paixão existe

A paixão existe ... sim e quando é real (quero dizer quando é sentida por nós no nosso interior) é um dos sentimentos que mais reforça a nossa vontade de viver, que nos transmite uma energia tal que dificilmente, nesses momentos de paixão sentida, alguem exterior à pessoa que povoa a nossa mente nos consegue atrair ou desviar para uma outra pessoa. Mas a paixão só o é na realidade quando é sentida por ambos. Nos meus tempos de juventude (tinha eu cerca de 21 anos) conheci uma amiga (sim, ao fim de quase 30 anos posso dizer a palavra "amiga" sem qualquer dúvida da minha parte) por quem senti um sentimento tal que o meu estado de espírito era de quase permanente alegria, em resumo senti que (se bem que a princípio não o pudesse afirmar) que estava apaixonado. Não vou aqui dar qualquer pista sobre quem é essa mulher, porque faz já um pouco mais de 18 anos que estive com ela em pessoa (um encontro casual numa estação de comboios) pelo que é contra os meus princípios (aqueles princípios que sinto no meu íntimo, mesmo que aqueles que me conhecem pessoalmente possam não se aperceber) usar este meio de comunicação para escrever sobre ela sem que lhe dê a oportunidade de ser ela a primeira a saber e (no caso de ela assim o entender) a ler o que eu estou aqui a escrever. Mas hoje, posso afirmar que foi e é a paixão da minha vida que já vai nos 50 anos. Por agora, fico-me por aqui porque outras tarefas me chamam.
Até breve!

Cumprimentos cordiais de Julio Ramalho.

Sem comentários: